Realidade aumentada: o que é e porque usar

Basicamente, podemos definir Realidade Aumentada (Augmented Reality em inglês, ou AR) como uma tecnologia que sobrepõe objetos virtuais no mundo real e em tempo real, num espaço tridimensional e com suporte total a interações e manipulações por parte do usuário. 

Pode ser utilizada por meio de celulares, tablets ou óculos / capacetes especiais. Utiliza diversos recursos como as câmeras e sensores como giroscópios e acelerômetros, que juntamente com o software de processamento de visão computacional são responsáveis por localizar o dispositivo em relação ao espaço, enquanto a câmera faz uma varredura no ambiente, fornecendo dados para auxiliar o processador a calcular a posição, rotação e tamanho exatos do objeto virtual dentro do mundo real a cada segundo. 

Por que usar?

A Realidade Aumentada pode ser uma forte aliada na educação e no e-commerce. Como a tecnologia adiciona objetos virtuais no mundo real, experiências educacionais e de compra podem ser pensadas de maneira a envolverem por exemplo, visualizações 3D de animais numa aula de biologia, ou colocar um modelo específico de sofá numa sala para ver se fica bom antes de efetuar a compra. Essas visualizações da aula e dos produtos ajudam consideravelmente a reforçar a aprendizagem e o argumento de venda. 

Também é possível usar Realidade Aumentada para criar filtros de redes sociais. Esses filtros são usados e compartilhados facilmente por milhares de pessoas, expandindo assim o reconhecimento da marca, evento ou campanha. Por fim, há uso industrial da Realidade Aumentada, que visa auxiliar engenheiros, operadores e construtores a visualizar informações relevantes de máquinas, obter suporte e manutenção remotas, entre outras. Essa forma mais avançada pode usar óculos especiais como o Hololens da Microsoft.

Compartilhar